Colégio Fibonacci, famílias e estudantes, uma relação de confiança

Colégio Fibonacci, famílias e estudantes, uma relação de confiança

A proximidade entre escola e família é parte fundamental no processo de aprendizado do aluno

Nos 5 anos de Colégio Fibonacci, a proximidade entre pais e escola sempre foi um grande diferencial. Atualmente, com 215 estudantes, nossos Coordenadores têm o privilégio de andarem pelos corredores chamando cada um pelo nome, transformando o atendimento ao aluno num suporte pedagógico e acadêmico personalizado.

Para Rinaldo Quaresma, Orientador Pedagógico e Professor de Educação Física, deve haver uma troca de informações constante para facilitar o processo que é de interesse triplo: do aluno, da própria família e da escola. “Conhecer melhor cada estudante faz muita diferença no seu desenvolvimento. A formação que o Fibonacci oferece vai muito além do conteúdo de sala de aula. Nós os ajudamos a serem mais fortes mentalmente e confiantes”, destaca Rinaldo.

A relação muito próxima da família já fica evidente no processo de inscrição para estudar no Fibonacci. Quatro dias antes do Processo Seletivo, os pais e responsáveis são convidados a participarem de um momento na escola juntos da direção, coordenação e docentes. A Reunião Pedagógica apresenta toda a metodologia de ensino, projeto acadêmico-pedagógico e infraestrutura que fizeram da escola uma das melhores do Brasil no Enem nos últimos quatro anos. A reunião passa a segurança para a família durante os três anos do Ensino Médio.

reuniao-pedagogica-para-o-ano-de-2016

No ano passado, a Reunião Pedagógica reuniu mais de 100 pais e estudantes no pátio do Colégio Fibonacci.

 Relação de confiança

14356092_1017336958365245_471743033_n

Todos os filhos de Marilza estudaram no Colégio Fibonacci. Iasmin, aluna do 1° ano, é a terceira a fazer parte dessa lista.

Essa proximidade entre pais e escola é um dos fatores que fez Marilza Lana colocar a terceira filha, Iasmin Lana (estudante do 1° ano), também para estudar no Fibonacci. O filho mais velho, Felipe Lana, formou no Colégio em 2011, e a do meio, Caroline Lana formou-se em 2013. “Como a Iasmin é minha terceira filha no Fibonacci, já conheço a metodologia e a coordenação. Sempre que preciso sou prontamente atendida”, conta a mãe.
De acordo com Marilza, na escola seus filhos aprenderam não só a passar no vestibular, mas cresceram como pessoas. “Foram ensinados valores que ultrapassam os muros da escola, confio 100% no Colégio Fibonacci. Aqui, meus filhos ficaram mais responsáveis e focados”. A filha Iasmin destaca que a relação entre Coordenação e estudantes faz a diferença, “sinto que os Coordenadores são como amigos. Posso sentar e conversar assuntos da minha vida e não somente de matéria de sala”.

Um por todos, todos…

Para finalizar, aqui vai uma pequena história.

Durante uma palestra do Fibonacci para os pais, o Diretor Administrativo e Professor de Física e Matemática, Jean Zanone disse a seguinte frase: “Não só o estudante é um vestibulando. Neste período, toda a família deve ser vestibulanda”.