FIBOBIXO DANIEL MORAES – Estudante de Engenharia Naval – UFRJ

FIBOBIXO DANIEL MORAES – Estudante de Engenharia Naval – UFRJ

Nome: Daniel Moraes
Idade: 20 Anos
Curso: Engenharia Naval – UFRJ
Demais aprovações:
Engenharia Mecânica – UFPR
1° Lugar Medicina – Unifeso
Engenharia Civil – UFBA
Odontologia – UFMG

  1. Como foi sua reação ao receber a notícia que tinha passado no curso que desejava?A sensação de receber a tão esperada notícia é algo inexplicável. Posso dizer que ainda minha ficha não caiu totalmente. Um turbilhão de sentimentos passou pela minha cabeça em um curto espaço de tempo desde o resultado oficial até a matrícula e, com certeza, o melhor deles é o sentimento de que todo o esforço valera à pena.
    14238183_1035205023259520_4073902220743107371_n
  2. Como você se preparou para o vestibular?

Bom… Tive três meses pra me preparar para o Enem, então, estudei de forma a maximizar o aprendizado em tempo hábil. Com o apoio do material didático, escolhia três dias da semana para resolução de questões. Cada dia resolvia 60 questões, sendo essas, 15 de cada área do conhecimento. Excepcionalmente no terceiro dia de exercícios, além das 60 questões, também escrevia uma redação dissertativa com o tema semanal. Os dias restantes eram usados para correção e estudo das questões e matérias que havia errado ou que tive maior grau de dificuldade. Ao final de uma semana havia resolvido e corrigido um modelo Enem completo (180 questões de quatro áreas do conhecimento e uma redação).

daniel-moraes

  1. Como está sendo sua experiência na Universidade?

Incrível.  Estou deslumbrado com tudo desde o curso, a Universidade, até com a cidade (Rio de Janeiro é sensacional hahaha). O universo universitário é expressivo, fica evidente que em todo lugar estamos cercados de pessoas com o nível intelectual alto. Sua vida muda completamente, e pra melhor. Você percebe que a Universidade não é só um ambiente em que recebemos conteúdo didático e em 4,5,6 anos pegamos o diploma. É também um espaço que engloba convivência, conhecimento, aprendizado, além de diversos eventos culturais (ah, além de festa, muita festa hahaha).

  1. Como foi sua experiência de estudar no Fibonacci?

Única. Além de ter sido uma experiência academicamente construtiva, também fora uma experiência de enriquecimento pessoal. A relação professor – aluno configura-se de tamanha cumplicidade e amizade que jamais havia presenciado algo semelhante em outra instituição de ensino. A proximidade com os professores, principalmente de exatas, me fez apaixonar pela área. Se em agosto eu era pré-vestibulando indeciso, próximo ao Enem era um estudante convicto de qual área seguir. Um sentimento que me define neste momento: Gratidão.

  1. Dê uma dica para os vestibulandos:

Alimente seus sonhos diariamente. Acredite que sempre será capaz de alcançar seus objetivos, por mais difícil que pareçam. Esses pensamentos que me motivam, pois, passar no vestibular foi apenas o primeiro passo para a realização de um sonho.  O caminho é tortuoso, mas toda vez que pensar em desistir, lembre-se: ‘Eu nasci pra fazer a diferença’.  Afinal, pelo o que você quer ser lembrado?

“Às vezes, são as pessoas de quem menos imaginamos que realizam os feitos que ninguém poderia imaginar” – The imitation game.